outros vasos

reproduzindo e inventando

O projeto que começou como um certo estimulo a criação, mostrava algum resultado. Sempre que ao reproduzir encontrava um desafio interessante eu procurava criar novos potes usando uma técnica semelhante.

várias argilas que compõe o detalhe

Foi interessante que esse tipo de técnica dialoga com o meu próprio trabalho:

vasos grandes feito com diversos tipos de argila e agora guardam minhas plantas suculentas.

Esses vasinhos fiz com argilas que tingi em tons de azul e depois montei os vasos intercalando as cores. Foram enfeites da mesa e também presentes e natal.

adequando

Certos dias, ao virar a página do livro nova surpresa: não tinha o material adequado. Foi interessante que ao fazer mudanças, no caso como não tinha engobe preto, resolvi usar argila branca e cobrir totalmente o pote com uma argila preta. Depois dessa etapa eu desenhei escavando para que a argila branca surgisse outra vez. O resultado não ficou muito parecido com o modelo do livro, mas o processo foi muito interessante.

adequando técnicas

Como ocorreu em várias ocasiões em que eu tentava reproduzir um pote, nesse momento eu também utilizei a mesma técnica para criar outros potes, assim fazia um pote de argila branca que era totalmente recoberto com argila preta.

pote divertido

Certo dia ao virar a página uma surpresa: este pote narigudo, foi divertido reproduzir um rosto que observava tudo de dentro de um pote!

 

potes

A cada dia eu reproduzia vários potes:

 

mais um pote

A cada dia o desafio era abrir o livro e encontrar na página seguinte, um novo pote, que eu iria procurar reproduzir.

cerâmica

o livro que auxilia crises de criatividade

Um projeto que começou com certa crise de criatividade, nada parecia bom ou interessante. Olhava para a argila e várias atividades urgentes surgiam, regar o jardim , fazer uma torta ou…

Próxima Entradas mais recentes